top of page

O favorito e as favoritas para vencer a Maratona de Boston 2023

No prova masculina, o favorito, para surpresa de zero pessoas, é o queniano Eliud Kipchoge. Já entre as mulheres, a história é bem diferente, há um pelotão fortíssimo que promete uma competição que pode ser eletrizante.



Hoje, dia 17 de abril é o dia da Maratona de Boston. Caso você não saiba, a prova será transmistida pelo canal por assinatura ESPN 2 ou pelo app Star+ a partir das 10:30 da manhã. O Corrida no Ar vai fazer a transmissão alternativa logo mais, a partir das 10:15 e terei comigo os amigos Paulinho Stone e Felipe Arakawa - acompanhe por aqui.

Vamos falar sobre os favoritos para vencer a prova. No masculino é favorito é Eliud Kipchoge. Pronto. Ele é simplesmente o único maratonista da história que sempre entrega no final da prova o seu favoritismo, ou seja, entra como favorito e ganha.

Mas Sérgio, em Londres 2020 ele "perdeu" ao chegar na oitava colocação. Ah, tá, no meio da pandemia em que ninguém conseguia treinar do jeito que fazia antes. Ele treinou sem a sua turma e o que aconteceu naquele ano foi uma exceção. Esqueçam. O homem é superfocado e quer completar a mandala das majors vencendo todas elas. Vencendo Boston, ele pode fechar em Nova York no final deste ano.


"Ah, mas Boston tem sobes e desces e ele nunca correu uma maratona com esse perfil." Sim, mas ele mesmo disse que no Quênia os treinos são todos com sobe e desce, não fez nada específico pra essa prova e disse que está preparado. Então sim, ele é o favorito e não consigo imaginar que algum dos outros seis atletas com tempo sub 2h05 consigam dar algum um "calor" nele. Acho que ele só perde se aparecer um padre irlandês no meio da prova...

Existe chance do Kipchoge não vencer? Existe, claro. Quer apostar que ele perde, Sérgio? Eu não! Eu jamais botaria meu rico dinheirinho numa aposta dessas.

Perguntaram pro Kipchoge na coletiva se ele tentaria bater o recorde da prova e ele respondeu que tentaria vencer. Lembro vocês que orecorde é 2:03:02 do queniano Geoffrey Mutai em 2011.

Entre as mulheres a história é BEM diferente pq tem oito aletas com tempo sub 2h20 no pelotão e a prova pode ser recheada de emoções. Confira:

Eu também ficaria de olho na queniana Helen Obiri que não estreou bem em Nova York e está "mordida", além da americana Sarah Hall, que superou lesões para conseguir alinhar na prova em que seu marido, Ryan Hall, ainda detém a melhor marca de um norte-americano (2:04:58 em 2011 - o mesmo ano do recorde da prova).


Ter esses tempos que citei ali em cima como recorde pessoal também não é garantia de vitória porque provas como Boston sempre reservam surpresas pra todos. A única surpresa seria o Kipchoge não ganhar a prova no masculino, claro.

A Maratona de Boston conta com um número recorde de brasileiros entre os amadores e entre eles está o carioca Miguel Morone, que eu entrevistei para o Café & Corrida (assista aqui). Ele vai largar na elite, à convite da organização, para disputar a prova master (atletas com mais de quarenta anos). Boa sorte a todos os brazucas!


Lembrando - acompanhe os nossos comentários da Maratona de Boston, às 10:15 da manhã por aqui. A transmissão oficial será pelo canal por assinatura ESPN 2 e app Star+ a partir das 10:30.


ASSITA OU OUÇA O PODCAST



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page