top of page
  • Foto do escritorNishi

Começar a correr

Por que começar a correr? Lazer? Novo esporte? Saúde? Perder peso? Amizades? Promessa? Acha que pode ser atleta? Vontade de completar uma prova específica? Família? Tudo isso junto e separado?

Outro dia uma amiga, recém-divorciada, veio falar comigo sobre as coisas da vida e a corrida apareceu no meio da conversa meio sem querer. Ela tem um histórico esportivo, mas nunca tinha pensado em correr. E embora eu seja corredor há muito tempo, não sou daqueles apóstolos da corrida, daquelas pessoas que ficam querendo convencer todo mundo a seu redor a correr. Na verdade, dependendo da abordagem ou insistência acho até meio chato isso, acho que a pessoa tem que querer.


No máximo eu talvez sirva como exemplo, seja pela longevidade, seja pela insistência. Ao me olhar, as pessoas devem pensar que a corrida é para todos mesmo, já que estou longe de ter um físico ou porte de atleta mas continuo praticando a corrida sem ligar para isso. Ok, os mais pessimistas podem me ver e achar que corrida é péssima para perder peso (e é mesmo, o melhor para perder peso é acertar a alimentação) ou para ter um shape de ator de novelas. Mas se não melhorei esse tanto, ao longo dos anos também não piorei, o que talvez seja bom, né?

 

Continua depois do anúncio

 

Mas, enfim, essa amiga acabou começando a correr talvez pelo simples entusiasmo que eu tenho pela corrida, pelas viagens que faço para correr, pelas amizades que fiz correndo, e talvez até pelo fato de ter constatado que eu envelheci menos do que outras pessoas da mesma idade que eu e que são sedentárias. Ou talvez porque o sonho dela seja participar da São Silvestre com a placa de Cerquilho, já que ela é de lá.


O que importa é que ela começou e me diz que está adorando. E um dos motivos é que a prática da corrida regularmente a está ajudando muito a colocar as idéias em dia, diminuir a ansiedade e mudar um pouco a vida que ela tinha antes do divórcio. Um novo rumo, uma nova perspectiva, um novo horizonte, não importa, o que importa para ela é que ela está fazendo algo novo e está adorando.

 

Continua depois do anúncio

 

Saúde física e mental é um dos principais motivos para se começar a correr. Apesar so meu mau exemplo, muitas pessoas usam a corrida como um apoio para conseguir emagrecer, mudar seu corpo, e realmente se transformam. Eu já perdi a conta de quantos ex-obesos, alguns mórbidos, conheci na corrida, já magrinhos e extremamente felizes por terem conseguindo mudar a sua vida através e com a corrida.


Mas saúde não é o único motivo. Tem gente que está bem de saúde, física e mentalmente, e começa a correr porque queria experimentar um esporte novo. O fato de a corrida ter se popularizado ajuda muito. O amigo que foi correr a Maratona do Rio, a colega de trabalho que foi correr a Maratona de Nova York, a exibição de medalhas das provas no escritório, nas festas de família, passear no parque e ver aquele monte de gente correndo, isso ajuda muito. Por que não fazer também? Às vezes é difícil conseguir juntar o pessoal para um jogo de futebol, mas pra correr basta sair por aí.

 

Continua depois do anúncio

 

Tem gente que começa a correr influenciado por alguém da família. Porque quer fazer novas amizades ou porque amizades já existentes chamaram para correr. Tem gente que começa a correr para pagar promessa, por conta de uma aposta, porque a empresa onde trabalha tem um grupo de corrida. Tem gente que acha que tem talento pra coisa, e às vezes tem mesmo! Não importa, o fato é que todo mundo que começa a correr tem um motivo.


E eu? Bom, existem muitos motivos para eu ter começado. Acho até que nenhum deles sozinho é exatamente suficiente para justificar a razão de eu correr. Eu queria correr uma São Silvestre porque eu sempre via na televisão quando era criança, mas também quis correr porque estava começando a sentir que precisava fazer uma atividade aeróbica porque a idade e os quilos começaram a chegar. Também comecei a correr porque no futebol com os amigos eu era o mais perna de pau mas não era o pior do time porque aguentava correr o tempo inteiro (ou seja, no futebol o meu único problema era a bola). E também comecei a correr porque um amigo corria e se aquele gordinho, que era praticamente um jogador de pebolim no nosso futebol, conseguia correr 10km em uma prova, achei que também conseguia.

 

Continua depois do anúncio

 

E agora que comecei a correr, o que fazer? Ora, faça o que quiser! Sonhe com aquela maratona ou a primeira prova de 5km. Foque nos quilos a menos e na paz de espirito. Pense no prazer que é poder acompanhar seu marido ou esposa, seus amigos antigos ou novos amigos. Prove para aquele amigo que você é capaz ou cumpra a promessa feita. Começar a correr é começar a ter novos objetivos, novos sonhos também.


Mas o mais importante de tudo é não ter motivo nenhum para parar de correr!

95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page