top of page

A aposentadoria de Mo Farah será doce ou amarga?

Atualizado: 12 de abr. de 2023

Atleta britânico não teve um bom resultado em prova de 10 km duas semanas antes da Maratona de Londres 2023

A última e derradeira participação de Mo Farah, 40, na maratona londrina poderá não ser tão glamurosa o quanto o atleta multi-medalhista mundial e olímpico imagina. Farah participou neste último domingo da 10 km POG, disputada em Porto Gentil, no Gabão, África, e foi apenas o oitavo colocado, completando a prova em 30:41.


Ok, a temperatura pode não ter sido a das melhores (média de 25 graus centígrados) mas de qualquer forma, o queniano Vicent Kipkemoi venceu a competição em 28:11. Não se esqueçam que a temperatura não deveria ser algo que pudesse afetar a performance de Farah, já que vêm se preparando para os 42 km na Etiópia.


Claro que Mo Farah não pretendia vencer, mas sim, botar seu treinamento à prova e parece não ter sido uma boa ideia no que diz respeito ao ganho de confiança, afinal de contas, 30:41 nos 10 km dá um ritmo médio de 3:04 min/km, que projetaria uma maratona para 2h09, lembrando que Farah tem como recorde pessoal 2:05:11, feitos quando ele venceu a Maratona de Chicago 2018. É óbvio que não dá para comparar as condições climáticas de Porto Gentil com Londres, que tem previsão de chuva e temperatura mínima de 6 e máxima 14 graus centígrados para o dia 16 de abril - muito mais amigável que 25 graus, não é mesmo?


APOSENTADORIA? Farah já tinha se "aposentado" das maratonas quando decidiu tentar novamente se qualificar para correr os 10 mil metros dos Jogos de Tóquio, não sendo bem sucedido em sua missão. Na minha visão, Mo Farah, apesar de obter bons resultados em maratonas, deve se resentir de não ter conseguido se tornar um grande campeão dos 42 km. Algo complicado para quem vive em um mundo em que existe Eliud Kipchoge, e, inevitavelmente, os dois se alinhavam na mesma maratona de Londres, que Eliud venceu por quatro vezes.


Mo ainda tentou participar da prova londrina no ano passado, mas se lesionou na preparação. De qualquer forma, esperamos que ao menos ele possa se aposentar das maratonas com um tempo bacana e de cabeça erguida (ou não).

404 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentário


Flavio Velame
Flavio Velame
10 de abr. de 2023

Se ele fizer 2h09 em Londres nem acharia tão ruim. Aos 40 anos é um baita tempo, poucos conseguem. No final das contas ele só correu três maratonas, a última em 2019. A verdade é que Mo Farah sempre teve que conviver com todo um nível de expectativas da mídia britânica (algo que ele também sempre deu corda por benefício próprio). Salvo melhor juízo eu acho que ele errou naquela tentativa de voltar pra 10.000m pra Tokyo, e daí perdeu o bonde pra retomar pra Maratona em um patamar realmente alto.

Curtir
bottom of page